5 passeios em Paris que fogem do óbvio

passeios em paris

5 passeios em Paris que fogem do óbvio, do tradicional combo Torre Eiffel, Arco do Triunfo e Louvre. Fogem também das dicas de Paris dos guias de turismo e incluem sugestões de alguém que viveu e explorou muito a cidade a pé.

Todas as dicas de passeios incluem mapa. Para explorar o trajeto e ver os nomes das ruas, é só dar zoom.

1) Passear e tirar muitas fotos na Rue Cremieux

Essa rua exclusiva de pedestres daria um álbum de fotografias só dela. Cheia de casinhas e prédios baixos coloridos, ela é um verdadeiro chuchu, ou chou chou, como diriam os franceses!

Fica perto da Gare de Lyon, da Praça da Bastilha e da entrada principal para o início da Promenade Plantée, sobre a qual vou falar a seguir. Como uma localização central dessas, você não vai perder essa rua na sua próxima viagem para Paris, né?

O que comer perto da Rue Cremieux: os pães da Du Pain et des Idées, a comida de bistrô moderno do 6 Paul Bert, o nhoque com trufa negra do Retro Bottega, um dos melhores brunchs da minha vida no Holybelly, um almoço de restaurante 1 estrela Michelin por € 30 no Septime e as madeleines e bolinhos de coco da Blé Sucré.

parisdicas de paris
blog de parisconexão paris

No celular o alfinete marcando a Rue Cremieux no mapa pode demorar um pouco mais para aparecer:

2) Passear a pé por um trecho ou por toda a Promenade Plantée

A Promenade Plantée, também conhecida como Coulée Verte, é um percurso verde de 4,5 km que vai da Rue de Lyon, na proximidade da Praça da Bastilha, até a proximidade do Boulevard Périphérique. Ela fica sobre o antigo trilho do trem de Vincennes e a parte que vai da Bastilha até o Jardin de Reuilly é elevada (cerca de 10 metros acima do nível da rua) e todo o restante é na altura da rua.

A escada que você deve subir para começar o passeio fica na altura dos números 44 e 46 da Rue de Lyon, descendo da Praça da Bastilha em direção ao Sena.

Difícil escolher a parte mais bonita diante de tanta beleza, mas acho que os trechos inicial e final são os meus preferidos. O inicial é elevado, vai dos arredores da Bastilha até o Jardin de Reuilly e deve ter 1,5km (três primeiras fotos abaixo). O final, quase chegando no Boulevard Périphérique, deve ter uns 700m, fica no nível da rua e as árvores são mais altas e fechadas (três últimas fotos da sequência abaixo).

Sabe aquele lugar pouco manjado para um passeio romântico em Paris? Quem sabe um passeio fora do óbvio para pedir sua namorada em casamento? A Promenade Plantée é o ideal!

Restaurantes perto do início da Promenade Plantée são os mesmos da Rue Cremieux, mas repito aqui: os pães da Du Pain et des Idées, a comida de bistrô moderno do 6 Paul Bert, o nhoque com trufa negra do Retro Bottega, um dos melhores brunchs da minha vida no Holybelly, um almoço de restaurante 1 estrela Michelin por € 30 no Septime e as madeleines e bolinhos de coco da Blé Sucré.

paris-a-pepasseio-imperdivel-em-paris
promenade-plantee-a-pe
paris-a-peparis-a-pe-4-dias
passeios-a-pe-em-paris

No celular o alfinete marcando o trajeto da Promenade Plantée no mapa pode demorar um pouco mais para aparecer:

3) Admirar a vista do terraço do último andar da loja de departamentos Printemps

É um terraço aberto com vista de 360° para a cidade. Dá para ver de tudo um pouco: Torre Eiffel, Sacré Coeur, église de la Madeleine, entre outros monumentos e pontos turísticos de Paris. Se você não estiver a fim de comprar ingresso com antecedência para subir na Torre Eiffel ou enfrentar a fila para subir as escadas do Arco do Triunfo, a Printemps é a opção preguiçosa mais linda pra você! Não tem fila e se você der sorte, vai ter mesa livre para sentar e tomar um drink com essa vista maravilhosa.

Espia só as fotos a seguir e comece a viajar! Atenção: a Printemps tem três prédios, um ao lado do outro e o terraço fica na cobertura da Printemps Maison, ou seja, a unidade que vende coisas para casa. Endereço: 64 Boulevard Haussmann.

O que comer perto da Printemps: os macarons do Pierre Hermé na Lafayette Gourmet, a melhor éclair de Paris na L’Éclair de Génie na Lafayette Gourmet, as mostardas da charmosa lojinha da Maille na Place de la Madeleine (dá para trazer para o Brasil!), os chocolates do artista e escultor de chocolates Patrick Roger e a comida moderna a preço justo do Neva Cuisine.

melhores dicas de paris
dicas de parispacotes para paris
pacote para paris

No celular o alfinete marcando a Printemps no mapa pode demorar um pouco mais para aparecer:

4) Passear a pé pela fotogênica Villa Léandre e seus arredores em Montmartre

A Villa Léandre é uma pequena rua sem saída cheia de casinhas coloridas em Montmartre. O bom de ir nessa vila é aproveitar para também conhecer as ruas do entorno. Para mim, essa é a parte mais bonita de Montmartre e, injustamente, a menos conhecida dos turistas. Saindo da vila, passe por estas ruas e pontos turísticos ali perto para completar esse passeio especial:

Avenue Junot e arredores: suba a Avenue Junot, vire à esquerda na Avenue Girardon até o encontro da estátua da Dalida. Suba a charmosa Rue de l’Abreuvoir até a Rue des Salues.

Moulins Blute-Fin e Radet: enquanto estiver subindo a Avenue Junot, repare nos fundos dos dois moinhos de vento usados para moer trigo que restaram dos séculos XVII e XVIII. O Blute-Fin, que no século XIX foi transformado em salão de baile, foi imortalizado por Renoir em seu quadro de 1876, Le Bal du Moulin de la Galette e fica na esquina da Rue Girardon com a Rue Lepic. Aliás, a Rue Lepic é outra fofura, mas ela desce para outra parte do bairro e a idéia desse passeio é explorar a parte alta do bairro, subindo até o vinhedo de Montmartre e os seus arredores.

Clos Montmartre: na esquina na lindas Rue des Salues com a Rue Saint-Vincent, esse pequeno vinhedo de 1933, cujas 2 mil vinhas produzem, em média, 800 garrafas em outubro, dá para acreditar que existe um lugar desses em Paris? Todo o entorno ali é charmoso, incluindo as Rues Cortot e Poulbot.

As quatro primeiras fotos abaixo são da Villa Léandre e as posteriores são das Rues de l’Abreuvoir e Saint Vincent. A Villa Léandre é o ponto mais a oeste no mapa a seguir. O que comer em Montmartre perto da Villa Léandre: o delicioso frango assado do Le Coq Ricó e a comida simples, deliciosa e moderna do simpático Jeanne B.

viagem paris

pontos turísticos de pariso que conhecer em paris
paris a péparis a pé 4 dias
paris a pé 2 diasparis
pontos turísticos de montmartrepasseio em montmartre
ruas de montmartrelugares desconhecidos em paris

No celular os alfinetes marcando as ruas de Montmartre no mapa podem demorar um pouco mais para aparecer:

5) Passear pelos arredores da Catedral de Notre Dame começando pela fachada do restaurante Au Vieux Paris d’Arcole

Tá vendo a primeira foto abaixo? Esse lugar existe, rs, e é o restaurante Au Vieux Paris d’Arcole que fica no 24 da Rue Chanoinesse. Na primavera ele fica florido assim, não dá nem pra acreditar.

Nos seus arredores, vá a pé até a Catedral de Notre Dame, o rio Sena, a igreja Sainte-Chapelle (uma das minhas preferidas), a Conciergerie, o Quai d’Horloge e a Pont Neuf. Volte para o lado leste da ilha, nos fundos da Catedral de Notre Dame e atravesse a charmosa ponte para a Île Saint-Louis que tem várias ruazinhas fofas e a única loja própria de sorvetes Berthillon no 31 da Rue Saint-Louis. Tem cada sabor delicioso e os meus favoritos dessa marca são os de caramelo, chocolate amargo e os de frutas. Além disso, explore as bordas da ilha para ver o Rio Sena passar lindamente!

O que comer em Saint Germain des Prés, ao sul da Catedral de Notre Dame: a melhor entrecôte de Paris no Le Relais de l’Entrecôte, os petiscos inesquecíveis do L’Avant Comptoir, os macarons do Pierre Hermé, os chocolates do artista e escultor de chocolates Patrick Roger, a melhor éclair de Paris na L’Éclair de Génie, a torta de limão e os caramelos do Jacques Genin (amo o de manga com maracujá), o financier do Hugo & Victor, a comida deliciosa a preço mais que justo no Le Comptoir du Relais, os sanduíches saudáveis e deliciosos do Cosi, a comida francesa moderna com toque tailandês do Kitchen Galerie Bistro, a “Disney gastronômica” do melhor supermercado gourmet de Paris, a Grande Épicerie do Le Bon Marché e a degustação de presunto cru do Bellota Bellota.

viagem a parisviagem para paris
ruas desconhecidas de parispontos turísticos de paris
paris a pépasseio a pé em paris
passeios em paris

No celular os alfinetes marcando os pontos turísticos das ilhas no mapa podem demorar um pouco mais para aparecer:

Passeios em Paris

Fotos da Promenade Plantée: Cozinha Vibrante. Demais fotos: reprodução do Instagram

  1. Adriana Bastos disse:

    Ótimas dicas, como sempre!! ??????????

Deixe uma resposta

O seu endereço de email não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *