Minha creperia preferida em Paris e um passeio pelo Marais


É complicado falar de “melhores lugares”, “melhores coisas” porque muitas vezes soa como prepotência, por isso sempre gosto de dizer “meu preferido”, “melhor para mim” ou o “melhor da minha vida” porque pode não o ser o da sua vida, oras, ou “melhor até agora” já que a gente sempre pode experimentar coisas melhores ainda. Melhor é muito relativo e algumas vezes, o emocional pode sobressair sobre o racional na escolha.

melhor-crepe-em-paris-allweneedisfood

O blog é sobre gastronomia e quando experimento as comidas e escrevo as críticas dos restaurantes, tento ser a mais racional possível. A minha decisão de ir a um lugar está 100% relacionada à qualidade da comida e nunca ao atendimento, à vista, à estar na moda etc. Aliás, tento sempre não deixar com que esses fatores influenciem a minha avaliação sobre o prato. Ok, se o atendimento foi bom, melhor ainda; se tiver uma vista bonita, vou adorar. E sempre vou registrar as excepcionalidades nos meus posts, por exemplo, se o atendimento tiver sido péssimo, se o ambiente for ótimo etc.

Untitled

Essa creperia, o Breizh Café, é recomendada como a melhor creperia em 10 dos 10 guias e blogs que leio. E não teve jeito, foi mesmo a melhor galette (que é o crepe feito com trigo sarraceno, o trigo escuro) que provei até agora. O problema é que depois que fui nela, não estou conseguindo me aventurar em outras, sempre quero voltar lá.

Untitled

O lugar é pequeno e vive lotado. Agora só vamos fora do horário de pico para além de conseguir mesa, tentar as mesas baixas. Lá tem uma área com mesinhas altas, tipo aquelas de balcão, mas acho muito desagradável fazer uma refeição inteira assim. O atendimento é bem ok para o padrão parisiense.

Uma entrada simples e boa com massa de galette, queijo tipo gorgonzola (Bleu d’Auverge), mel de pinheiro e nozes (miel de sapin et noix).

crepe-de-trigo-sarraceno-allweneedisfood

Para tomar? Uma sidra, bien sûr!

A Provençale, uma coisa de louco: cebolas caramelizadas na sidra, tomates, presunto, anchovas (ou aliche), queijo, ovo, ervas da Provence (confit d’oignon au cidre, tomates, jambon, anchois, fromage, oeuf miroir, herbes de Provence).

Untitled

A Normande, deliciosa: camembert, presunto cru, salada verde (camembert au lait cru, jambon cru, salade verte).

Untitled

Blogueira descuidada que não anotou tudo. Desculpe, mas acho que esse foi algum especial do dia e não me lembro o nome e todos os ingredientes:

Untitled

Um crepe de sobremesa só com açúcar e limão, tradicionalmente chamado só de Citron. Uma simplicidade doce.

Untitled

E agora duas galettes e um crepe que estavam prontos no galpão enquanto esperávamos a mesa. Estava babando, não me segurei e tirei essas fotos!

Untitled
Untitled
Untitled

Breizh Café, creperia no Marais, 3o. arrondissement
109 Rue Vieille du Temple
Metrô: Saint Paul (linha 1)
Horário de funcionamento: de quarta a domingo de 11:30h às 23h
Aceita reservas
Tel: +33 (0)1 42 72 13 77
Site aqui


A creperia fica no bairro do Marais, um dos meus preferidos aqui. Ele é tipo uma “Vila Madalena”, bem jovem, cheio de vida, lojas cool, galerias de arte e restaurantezinhos bons. É lá que fica a Place des Vosges, considerada uma das mais bonitas de Paris. Gosto muito de ir ao Marais aos domingos, quando a maioria do seu comércio está aberta, enquanto em outros bairros ele está fechado. Acabei de perceber que preciso fazer mais fotos do Marais, mas veja essas daqui para ter uma idéia:

paris place des vosges
melhor-creperia-de-paris-allweneedisfood
Untitled

Um passeio legal para se fazer pelo bairro:

Desça da estação de metrô Saint Paul e vá até o Breizh Café passando pela Rue des Rosiers, que tem parte do comércio cool do bairro. Depois desça para a Rue des Francs Bourgeois, que também tem lojas legais e é uma rua cheia de vida e ande nela até chegar a Place des Vosges. Suba a Rue de Turenne e vire à esquerda na Rue de Bretagne, onde fica o Marché des Enfants Rouges, um pequeno e simpático mercado coberto que tem alguns restaurantes bons e baratos (gosto muito do Taeko, um japonês com ótimo custo x benefício). De lá, pegue a Rue Charlot e chegue no Nanashi para tomar um café e comer o melhor bolo de cenoura que já provei na minha vida.

Durante todo o percurso fique atento as várias galerias de arte do Marais, se essa for a sua praia.

Fotos e mapa: Cozinha vibrante

  1. BEATRIZ MACHADO BITTENCOURT GUZELLA disse:

    NÃO SOU MUITO FISSURADA POR CREPES! MAS AQUELE DE PRESUNTO CRU ME DEU ÁGUA NA BOCA!!! BEIJOS

  2. Amélia Machado Bittencourt disse:

    Lê, a Bia ainda não e fissurada por crepes até comer esse dai né? No, fiquei babando aqui…. Delicias demais…para com isso menina….Suas fotos estão realmente maravilhosas. Acho que vc puxou a sua mãe….. Kkkkkk. Bjs.

  3. Já me falou sim, adorei! Hahahaha, adorei saber sobre as lombrigas, também falo e até os meus amigos me zoam com isso. Bjs

  4. Denya Pandolfi disse:

    Leticia, eu preciso AGORA desse ultimo crepe… e agora??? Seu blog é uma graça e vc arrasa nas fotos, parabéns!!! Qdo vc vem pra Itália? Avise pra gente. Bacio, Denya

    • Oi Denya,
      Fico feliz que você tenha gostado do blog, das fotos e do último crepe!
      Devemos ir para a Itália no ano que vem e até lá, já quero estar craque em Itália lendo o blog de vocês, que eu tanto adoro.
      Bisous,
      Leticia

  5. […] Breizh Café: o melhor crepe de Paris, original, de verdade. Leia mais sobre ele aqui no All We Need is Food. […]

  6. […] Fines Gueules Café Constant Le Comptoir du Relais Paris Pêche Retro Bottega Breizh Café Le camion qui fume Quatrehomme La Derniére Goutte Café Coutume La Caféothèque Sugar Plum Cake […]

  7. […] Argentino: aberto, exceto o da Rue Madame em Saint-des-Prés que estará fechado no mês de agosto Breizh Café: fechado de 04 a 26 de agosto La Caféothèque: aberto Pierre Hermé: aberto Gerard Mulot: fechado […]

  8. […] Se você quiser dica de passeio a pé para fazer no Marais, clique aqui. […]

  9. […] Crepe Provençale do Breizh Café, no Marais. Tem cebola caramelizada, tomate, presunto, filezinhos de anchova, queijo, ovo frito […]

  10. […] que ele é um dos poucos bairros da cidade onde o comércio fica aberto aos domingos. Nesse post aqui dei dicas de passeios a pé […]

  11. […] tudo de legal fica em volta dela). De comida tem a melhor creperia de Paris, na minha opinião, o Breizh Cafe, e a confeitaria de éclair (bomba no Brasil) L’Éclair de Génie que também tem um […]

  12. mariana disse:

    Oi! Vou semana q vem pra Paris e estou pegando várias dicas 🙂
    Mto bom seu blog! Queria saber quais os horarios de pico do almoço e jantar para evitar nesses mais concorridos?
    Obrigada

Deixe uma resposta

O seu endereço de email não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *