Torta de maracujá simples e deliciosa


Torta de maracujá simples e deliciosa

Torta de maracujá em clima “Carnaval vintage” para fazer nos dias de folga! Quem aí também foge da folia carnavalesca e costuma fazer programas lights nesse feriado? Nossa, Carnaval para mim é sinônimo de piscina ou praia sem agito, maratona de seriado (ando viciada em Downton Abbey!), cinema, filmes em casa, corrida, happy hour com os amigos, restaurantes e muitas comidinhas. Enfim, sossego! 

Então se você estiver em casa esses dias, vamos testar essa torta de maracujá simples e deliciosa? Essa receita usa como base um creme francês que normalmente é feito com limão, porém eu o substitui por maracujá para variar um pouquinho. Mas se você quiser saber a receita do creme de limão, tem aqui na torta de limão que já publiquei no blog.

Essa é a primeira de muitas receitas que serão publicadas aqui no site em parceria com a Isa Maiolino. Isa é publicitária, designer e fotógrafa e eu, chef de cozinha, food stylist e fotógrafa. Resolvemos nos unir e estamos fazendo trabalhos de food styling, concepção e produção de receitas, produção de objetos, direção de arte, fotografia e criação de conteúdo. Tudo isso para marcas de comida, restaurantes, supermercados, confeitarias, entre outros clientes desse universo gastronômico tão gostoso. Se quiser nos contratar, envie um e-mail para leticia@cozinhavibrante.com.br e vamos conversar!

Torta de maracujá

Rendimento: 1 torta grande ou 8 a 10 pequenas
Tempo de preparo: 30 a 45 minutos
Tempo de forno: depende do tamanho da torta, mas varia entre 25 e 40 minutos

Creme de maracujá (também conhecido por curd de maracujá):

200g ou 11 gemas de ovos grandes
220g ou 1 xícara e quase 2 colheres de açúcar refinado
160ml ou 2/3 xícara de polpa de maracujá sem sementes
300g ou 1 1/4 xícara + 1 colher de sopa de manteiga sem sal em cubinhos, em temperatura ambiente

De preferência usando um batedor de arame, misture a gema e adicione o açúcar. Misture até incorporar. Acrescente o suco de maracujá e misture novamente.

Leve a mistura ao banho maria, em fogo baixo-médio, deixando, de preferência, apenas o vapor d’água aquecer o bowl. Misture constantemente até ver os traços do batedor de arame no creme e, quando você levanta o batedor, ele fica praticamente limpo.

Tire do fogo, adicione a manteiga e misture bem até incorporar.

Despeje o creme sobre a massa da torta, mas só depois que ela tiver esfriado, depois de assada. Se você jogar o creme na massa de torta ainda quente, o calor vai cozinhar o creme.

Se quiser, faça a massa de torta francesa (pâte sucrée, é deliciosa, minha preferida):

520g ou 4 xícaras de farinha de trigo
250g ou 1 xícara + 2 colheres de sopa de manteiga sem sal, em cubinhos, bem gelada
200g ou 1 1/2 xícara de açúcar de confeiteiro (glaçúcar)*
1 pitada de sal
2 ovos grandes
farinha de trigo para polvilhar
manteiga para untar a forma

* Também dá certo com açúcar refinado, mas precisa fazer de outra maneira, diferente da que está descrita a seguir. Para fazer com a açúcar refinado, dobre a receita dos biscoitos amanteigados aqui do blog.

Unte uma forma de fundo falso com manteiga.

A melhor maneira de fazer essa massa de torta é com o processador, pois ele mistura tudo rapidamente, sem dar tempo de aquecer a manteiga.

Coloque todos os ingredientes secos no processador e bata. Adicione a manteiga e processe até formar uma farofa. Acrescente os ovos e processe até formar uma massa homogênea. Não bata em excesso para não ativar o glúten da farinha, isso faz com que a massa fique seca e elástica.

Faça uma bola com a massa, polvilhe farinha, embrulhe com um filme plástico e deixe no freezer por 20 minutos.

Com um rolo, abra a massa entre duas folhas de papel manteiga, polvilhando farinha na massa e no papel sempre que necessário. Se quiser, pode também montar a massa diretamente no fundo da forma, de pouco em pouco, pressionando com o fundo liso de uma xícara para deixá-la uniforme. Com os dedos, coloque a massa na lateral da forma.

Faça furinhos leves no fundo da massa com um garfo.

Asse em forno pré-aquecido a 200° por 20 a 25 minutos com um peso por cima ou até que a massa esteja firme, levemente dourada e quase cozida. Para fazer esse peso, é só forrar a torta com filme plástico (não queima!) e colocar feijão cru, arroz ou qualquer legume seco por cima. Lacre os grãos com o filme, fazendo uma bolsinha, para depois puxar e não correr o risco dos grãos caírem. Retire o peso, volte com a massa para o forno e asse até dourar, cerca de 10 minutos depois.

Esse procedimento é importante para que as laterais da torta não desçam e que a massa não infle quando estiver assando. E, claro, o grão que você utilizar pode ser cozido normalmente depois.

Ou faça a massa da torta com biscoito, mais prática:

500g de biscoito maisena
230g ou 1 xícara de manteiga sem sal, em cubinhos, em temperatura ambiente
manteiga para untar

Unte uma forma de fundo falso com manteiga.

Triture o biscoito em um processador. Misture com a manteiga. Abra a massa diretamente no fundo da forma, de pouco em pouco, pressionando com o fundo liso de uma xícara para deixá-la uniforme. Com os dedos, coloque a massa na lateral da forma.

Asse em forno pré-aquecido a 200° por 20 a 25 minutos com um peso por cima ou até que a massa esteja firme, levemente dourada e quase cozida. Para fazer esse peso, é só forrar a torta com filme plástico (não queima!) e colocar feijão cru, arroz ou qualquer legume seco por cima. Lacre os grãos com o filme, fazendo uma bolsinha, para depois puxar e não correr o risco dos grãos caírem. Retire o peso, volte com a massa para o forno e asse até dourar, cerca de 10 minutos depois.

Esse procedimento é importante para que as laterais da torta não desçam e que a massa não infle quando estiver assando. E, claro, o grão que você utilizar pode ser cozido normalmente depois.

Depois que o creme esfriar, decore como quiser. Pode usar frutas vermelhas, merengue, biscoitos amanteigados em formato divertido, o importante é ser criativo!

Crédito: O trabalho foi todo pensado, produzido e executado pela dupla Letícia Bittencourt e Isa Maiolino.
A Letícia é chef de cozinha formada pela Ferrandi em Paris, onde trabalhou no L’Atelier de Joël Robuchon. Trabalha com food styling e fotografia de comida há 3 anos. 
A Isa é publicitária, trabalhou 7 anos como designer da Capricho, onde também fazia a concepção e acompanhamento das fotos das matérias. Se especializou em direção de arte e texto na ESPM.


Voltar
Letícia