Receita de pasta de amendoim sem manteiga e quase nada de açúcar

manteiga-de-amendoim

Até algumas semanas atrás, eu evitava passar no corredor do supermercado onde ficam as manteigas de amendoim – também conhecidas por peanut butter ou pasta de amendoim – com medo de elas me abduzirem para o seu mundo gordo e calórico. Quando eu amo muito uma coisa assim, prefiro não comprar para não sofrer. Não consigo ver uma manteiga de amendoim ou uma Nutella no armário pelo simples motivo de que elas não ficarão lá, mas irão diretamente para a minha barriga em poucos dias.

Foi quando li esse post da Jussara Tuma, uma blogueira ótima que fala de tudo um pouco e sempre dá dicas práticas da vida moderna, onde ela traz uma solução que deve ter sido enviada por algum deus grego da dieta: uma receita de manteiga de amendoim caseira que, atenção, não leva manteiga e quase nada de açúcar. E fui feliz para sempre nos meus cafés da manhã.

Receita de manteiga de amendoim:

Meio pacote ou 250 g de amendoim sem sal
Aproximadamente 2 colheres de sopa de açúcar mascavo (quantidade varia muito de acordo com o gosto do freguês)
1 colher de sobremesa rasa de sal
1 colher de sopa rasa de óleo vegetal ou óleo de coco (ou mais, se preferir)

A primeira coisa a fazer é torrar o amendoim para tirar a casca (na verdade, é a parte mais chatinha, se você conseguir o amendoim sem casca, melhor ainda).

Feito isso, basta colocar o amendoim no processador de alimentos ou liquidificador e começar a bater. Assim que virar uma farofa, acrescente um pouco do açúcar mascavo. Bata mais um pouco (vai começar a dar liga) e acrescente mais um pouco de açúcar e sal. Bata mais um pouco e coloque o óleo, caso queira usar.

Comentário da Letícia: aqui em Paris só tenho mixer e ele não aguentou bem a pressão. Por isso, fui obrigada a acrescentar mais óleo de coco e um pouco de óleo vegetal, já que o mixer não é tão potente como um processador de alimentos ou liquidificador para poder ajudar a dar a liga e a cremosidade para a mistura. Mesmo assim ficou uma delícia e a foto do post é da pasta que eu fiz!

Daí pra frente, é importante experimentar para acertar o “tempero”. O meu eu não deixei muito doce, mas vai do gosto de cada um.

Não demora até chegar no ponto de pasta.

Aí é só colocar num potinho e consumir do jeito que achar melhor! Com torrada, pão, waffle… vai do gosto e da criatividade de cada um!

O fato do uso do óleo de coco ser dispensável deve-se à oleosidade já existente no amendoim. Eu coloquei só um pouquinho, pelo cheirinho, que eu adoro, mas poderia ter deixado de fora tranquilamente.

Outra coisa importante é o ingrediente que vai ser usado para adoçar. Vi receitas com açúcar comum, com stevia e com rapadura (esta última foi justamente a da nutricionista, que afirma ser esse uso extremamente positivo para a saúde, pois trata-se de um ingrediente ultra natural, além de ser um açúcar que metaboliza açúcar), e acabei optando, dentre as opções que eu tinha em casa, pelo açúcar mascavo (usei o Mãe Terra, que é orgânico e natural) por saber que é menos agressivo ao nosso organismo.

Já que a gente se dispôs a fazer a manteiga de amendoim caseira, não custa deixar mais saudável, né?

E aproveitando que eu falei dos benefícios elencados pela nutricionista, vamos a eles:

Em primeiro lugar, é bom porque é gostoso e, depois, porque é rico em gordura do bem: fundamental, indispensável para nosso metabolismo, células, cérebro, hormônios e conta bancária (rs) funcionar direitinho. Essa gordura, aliada ao teor proteíco, é interessante pois consegue estimular a sensação de saciedade, de maneira neuroendócrina, direto no intestino, com regulação hormonal, conversando com nosso cérebro, deixando a gente satisfeita por muito mais tempo. (site http://www.falecomanutricionista.com.br/)

É uma excelente opção de lanche pré-treino (corrida, academia) e mesmo como sobremesa!

Eu não experimentei, mas a nutricionista que citei aí em cima enrolou a pasta dela em bolinhas, como brigadeiro (pra isso, melhor umas horas de geladeira antes, pra firmar a massa), e passou no coco ralado e serviu como sobremesa. Boa ideia, hein?

Foto: Cozinha vibrante

  1. babiberger disse:

    ameiiii!!! amo peanut butter, vou fazer essa receita!!! 😉 muito obrigada pela dica!

  2. Oi Jussara, acredita que logo depois que postei me lembrei que não falei do seu sorvete?
    Imagina agradecer, seu blog é o máximo!
    Bjs

  3. Isabela Discacciati disse:

    Oi,Leticia,
    Essa receitinha parece mesmo muito boa.Também tenho o problema do liquidificador nao muito potente, mas vou tentar. Nutella é um trem muito proibitivo,nem rola de comprar. Exatamente isso, nao ter em casa para nao cair na tentaçao. Poxa… eu tava animadona pra ir correr loucamente na academia hoje, mas acabei de saber que um colega aqui do trabalho vai pagar pizza pra geral hoje… Segunda de dieta fail… Bjocas

  4. […] Quer saber uma receita de pasta de amendoim sem manteiga e nem açúcar que compartilhei aqui no blog há um tempo? Clique aqui. […]

  5. depois de tudo pronto tem que ser guardado na geladeira p consumo ou pode ficar fora obrigada bjssssssssssss

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *

[instagram-feed]