Guia Michelin Rio e SP: os critérios e a lista dos restaurantes


Guia Michelin Rio e SP: os critérios e a lista dos restaurantes

O Guia Michelin Brasil, que avaliou restaurantes e hotéis no Rio de Janeiro e em São Paulo, foi lançado esta semana e começa a ser vendido hoje por R$ 80. A edição de lançamento do Guia Michelin França foi leiloada recentemente a quase € 20 mil. Sabendo disso, já garanti o meu exemplar brasileiro, rs.

Brincadeiras à parte, o Guia Michelin surgiu na França em 1900 com a idéia de passar informações úteis aos motoristas, como onde abastecer, onde consertar o carro, onde comer, onde dormir.

Em 1926 surgiu a classificação dos restaurantes por estrelas, de 1 a 3, hoje uma escala de referência internacional. Nada mais natural, já que cozinhas de qualquer estilo e nacionalidade são elegíveis para as estrelas e as regras para concessão delas são as mesmas em todos os países, a saber:

  • a qualidade e a harmonia entre os ingredientes;
  • a habilidade técnica e o talento na preparação;
  • a clareza e a combinação de sabores, e acima de tudo, o gosto, resultado também da personalidade do chef na cozinha;
  • a relação preço x qualidade: o valor agregado;
  • regularidade e consistência: capacidade de produzir uma excelente cozinha não só uma vez, mas sempre.

A decoração, o serviço e os níveis de conforto não têm nenhuma influência na premiação.

Os inspetores do Guia Michelin, todos funcionários da empresa, são anônimos. Eles fazem tantas visitas quanto forem necessárias antes de conceder estrela(s) a um restaurante e essa decisão nunca é individual. Anualmente são realizadas reuniões secretas que reúnem todos os inspetores – e somente eles. É feita uma escolha coletiva e a decisão final é sempre o resultado de várias refeições realizadas por diferentes inspetores, a fim de assegurar a solidez e a objetividade da distinção. Uma estrela é acima de tudo uma decisão colegiada.

O Guia avaliou mais de 500 restaurantes em SP e no Rio, sendo que os de maior destaque na edição de 2015 foram:

Restaurantes estrelados e Bib Gourmand em São Paulo:

2 estrelas Michelin: D.O.M. (Jardins)

1 estrela Michelin:

  • Attimo (Vila Nova Conceição)
  • Dalva e Dito (Jardins)
  • Epice (Jardins)
  • Fasano (Jardins)
  • Huto (Indianópolis)
  • Jun Sakamoto (Pinheiros)
  • Kinoshita (Vila Nova Conceição)
  • Kosushi (Itaim Bibi)
  • Maní (Pinheiros)
  • Tuju (Pinheiros)

Bib Gourmand (restaurantes com bom custo x benefício e refeição completa, sem bebidas, a menos de R$ 90):

  • Antonietta Empório (Consolação)
  • Arturito (Pinheiros)
  • Brasserie Victória (Vila Nova Conceição)
  • Casa Santo Antônio (Santo Amaro)
  • La Cocotte Bistrot (Jardins)
  • Ecully (Perdizes)
  • L’Entrecôte de Paris (Itaim Bibi)
  • Esquina Mocotó (Vila Medeiros)
  • Jiquitaia (Consolação)
  • Marcel (Jardins)
  • Mimo (Jardins)
  • Miya (Pinheiros)
  • Mocotó (Vila Medeiros)
  • Sal Gastronomia (Consolação)
  • Tartar & Co (Pinheiros)
  • Tian (Itaim Bibi)
  • Zena Caffè (Jardins)

Restaurantes estrelados e Bib Gourmand no Rio de Janeiro:

1 estrela Michelin:

  • Lasai (Botafogo)
  • Mee (Copacabana)
  • Olympe (Lagoa)
  • Oro (Lagoa)
  • Le Pré Catelan (Copacabana)
  • Roberta Sudbrack (Jardim Botânico)

Bib Gourmand:

  • Artigiano (Ipanema)
  • Cais (Centro)
  • Entretapas (Botafogo)
  • Lima Restobar (Botafogo)
  • Miam Miam (Botafogo)
  • Oui Oui (Botafogo)
  • Pomodorino (Ipanema)
  • Restô (Ipanema)

Foto: Cozinha vibrante



Voltar
Letícia